.

sábado, 4 de julho de 2020

Quais os bancos com as maiores cobranças de dólar em cartões de crédito?

By
Novas regras indicam que os cartões de crédito devem realizar cobranças de compras no exterior de acordo com a cotação do dia da aquisição efetuada ou até mesmo do dia anterior, de acordo com o horário da cotação e transação. Anteriormente a cobrança era feita somente com a variação do dólar na data de fechamento da fatura, o que poderia causar algumas complicações financeiras aos clientes por não aguardarem determinado valor e surpreenderem-se com os preços.

Ainda que a regra tenha sido colocada em prática por todas as instituições financeiras, além do IOF que é cobrado do cliente, comumente por qualquer órgão cedente, o cliente ainda pode deparar-se com variações de preços de dólar que são cobrados pelos próprios bancos. Há uma variação entre quanto cada banco cota o dólar, levando com consideração do valor da Ptax, esta que é uma taxa de câmbio oficial, disponibilizada por meio do Banco Central, baseando-se em quantias que foram efetuadas de compra e venda da moeda no decorrer do dia.
cartão de crédito

Com esse valor em mãos, cada instituição financeira poderá fazer uma diferente aplicação, adicionando seu ágio acima daquele dólar que foi cotado. Esse ágio é a quantia que é requerida para a que a instituição realize a transação financeira solicitada pelo comprador, ou seja, ela pode variar de acordo com cada órgão cedente do cartão de crédito, causando surpresas indesejadas aos clientes no momento do pagamento de suas faturas.


Quais os bancos que possuem os maiores ágios?


Ao analisar diversas instituições financeiras, foi notado que o ágio é praticamente fixo, exceto pelo Banco Safra e Caixa Econômica Federal, apresentando uma pequena variação ao longo dos dias, ainda que não tão significativa. Normalmente essa mudança ocorre quando apresenta-se uma grande oscilação da cotação de dólar, aumentando o ágio nestas datas.

Os bancos, em ordem decrescente, que apresentam as maiores taxas de transação são: Safra (7%), Pan (6%), Santander (6%), Credicard (5,5%), Itaú (5,5%), Bradesco (5,3%), Uniprime (5%), Banco do Nordeste (5%), Porto Seguro (5%), Caixa (4,6%), BV (4,5%), BRB (4%), C6 (4%), Nubank (4%), Banco do Brasil (4%), Banrisul (3%), Sicred (1%), Banco Inter (1%) e tanto Unicred, quanto Sicood, não possuem ágio.

O malefício é que não há uma regra para a cobrança dos ágios pelas instituições financeiras, assim não há como definir regras e limites dos valores que são cobrados, cabendo aos clientes atentarem-se à esse dado.

Veja dicas de como trabalhar Home Office pela internet direto de sua casa, no conforto do seu lar!




Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário